Divã

...

16 de ago de 2010

Dominando Sentimentos

Quantas vezes você disse ou escutou: "Eu não mando em meu coração!"?

Quando paramos pra pensar em sentimentos, imaginamos algo que começa sem nenhum tipo de propósito, apenas aparece quando estamos distraídos, mas não é exatamente isso que acontece. Os sentimentos surgem através de vários fatores diferentes, podemos amar ou odiar uma pessoa em questões de segundos sem ao menos conversar com as pessoas.

Isso acontece por que nossa mente controla nossos sentimentos, quando gostamos de alguém é pelo fato dessa pessoa ter qualidades que nos agradam e não por alguma flecha mágica que acerta nossos corações.

Então os sentimentos são falsos?

Não são falsos, mas sim mal interpretados! Quando sentimos atração por uma pessoa, vemos ela num todo, tanto as qualidades, quanto os defeitos. Porém, o que geralmente acontece é que costumamos aumentar as qualidades e ignorar os defeitos, quando fazemos isso, nossa cabeça acaba gerando os sentimentos de carinho e compreensão pela pessoa.

Quando mantemos em nossa cabeça a imagem daquela pessoa, após ela ter falado algo que mexeu com você, pode ter certeza que nessa hora você se apaixonou. A paixão mascara ainda mais os defeitos das pessoas, tornando essa pessoa cada vez mais perfeita aos nossos olhos.

Esses defeitos podem vir a aparecer somente quando for tarde demais, quando a paixão acabar e as pessoas se sentirem presas na monotonia de um relacionamento.

Mas como se consegue dominar um sentimento?

Existem pessoas que tem um certo domínio natural sobre a própria cabeça, são aquelas pessoas que não se apegam as outras logo de primeira, mas quando se apaixonam caem de cabeça num relacionamento. As pessoas que se apegam facilmente tem um problema maior em relação a defeitos mascarados.

Mas uma boa dica pra quem se apega facilmente às pessoas é simplesmente deixar o tempo mostrar o verdadeiro lado das pessoas, prestando mais atenção nas atitudes do parceiro(a) pode-se ver os defeitos dela e depois disso decidir qual o melhor caminho a seguir, continuar com a pessoa ou procurar uma com menos defeitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário