Divã

...

30 de jan de 2011

Conceitos

Conceitos existem pra definir certas pessoas, coloca-las em grupos específicos e julgá-las por isso. Todas as pessoas julgam ou serão julgadas um dia por esses quesitos, sejam físicos, intelectuais, aparência ou moda apenas.

Quem nunca parou e ficou observando alguém num parque ou na rua, imaginando o que a pessoa estaria fazendo, qual seria sua profissão, seu nome, idade, Hobbies, ficar pensando o que levou ela a estar naquele lugar aquela hora. Ficamos imaginando como seriam seus amigos, se é uma pessoa alegre ou depressiva, porque ela esta sozinha ou acompanhada, o que as outras pessoas viram nela de tão especial.

Esses são apenas alguns exemplos de como as pessoas julgam outras pessoas pela aparência ou pela situação em que elas se encontram, conceitos foram criados pela própria sociedade pra limitar os pensamentos sobre as pessoas, se vemos uma pessoa de terno preto e uma mala no centro da cidade logo imaginamos um advogado indo trabalhar ou resolver algum problema, se vemos um gari limpando a rua, logo imaginamos que ele não teve a educação necessária pra ser algo que ele sonhou ser um dia, por mais triste que isso soe é a verdade.

Porém em questões comportamentais o conceito que eu mais gosto de quebrar é o em relação a idade, muitas pessoas me julgam ou pré julgam sem antes mesmo me conhecer, sempre que falo minha idade as pessoas dizem "imaginei que fosse mais velho pelo seu tipo de conversa", isso apenas mostra como as pessoas se iludem facilmente com as pessoas achando-as todas iguais.

Mulheres escutam mais essas frases do que homens, pois elas são os exemplos clássicos de que idade não significa maturidade, idade é apenas um numero e não condiz com suas experiências de vida, assim como julgar alguém pelas roupas que ela usa, ou pelas musicas que escutam, todos esses pré-conceitos só fazem as pessoas se afastarem,mostrando que quem julga é mais igual a todo mundo, do que a pessoa que ela está julgando.

12 de jan de 2011

Namoro x Computador.

O ato de namorar um nerd ou um gamer implica em "aceitar" ser trocada constantemente por coisas na maioria fúteis. Isso pode não ser ruim a primeira vista, mas depois de um tempo, você começa a achar que um simples jogo tem mais valor do que você.
Não adianta você debater com o gamer sobre isso, ele não irá parar de jogar, e se você não quiser perder o namorado, terá que entrar no mundo dele, que muitas vezes não lhe interessa, por mais que você tente se entrosar.
Gamers são seres solitários, isolados, que só sentem conforto na presença de outros da mesma espécie.
Se você for uma Gamer tbm, não verá problema em teu namorado deixar de fazer sexo com você ou deixar de te ver para testar a ultima expansão de tal jogo, mas caso você não for, você sofrerá muito.
Pra você que é gamer, saiba dar atenção a tua namorada, pois mesmo que ela for que nem você, a partir do momento em que estão namorando, ela dará mais valor a você do que ao jogo, pois jogos são legais, mas não proporcionam o prazer de um namoro.
Se você acha que passar 6 horas jogando e depois falar um "oi" para a namorada é dar atenção, cuidado..Você pode estar upando para o lvl 70, enquanto ela estará upando a vida amorosa dela com um outro alguém.
Saiba conciliar diversão de momento (jogo) com namoro, senão você perde a namorada.
Existem tbm as garotas que trocam o tempo que poderiam passar com o namorado, por twitter, orkut, msn...
Mesmo perigo do gamer. Você um dia pode estar dando várias twitadas "emocionantes" enquanto teu namo está a "twitar" outras coisas...
Não se perca neste mundo, é apenas para diversão momentanêa. Não vire um(a) escravo(a) da internet, por isso os relacionamentos hoje em dia estão..como posso dizer..uma merda. Preferir conversar pelo msn, qnd se pode conversar cara a cara, tocar a pessoa. E como programa a dois jogar mmo não conta!!
Pensem nisso!
bjs!